Por que Jesus se refere à MARIA como “mulher” nas bodas de Caná?

582

Nas bodas de Caná, quando Maria avisa a Jesus que não há mais vinho, Jesus responde: “Mulher, isso compete a mim? Minha hora ainda não chegou” (Jo 2, 4). Apesar de essa forma de tratamento soar áspera e rude aos ouvidos modernos, “mulher” era, na verdade, uma expressão de respeito e de honra na época. Ainda assim, era uma forma de tratamento pouco comum para que alguém dissesse à sua mãe. As notas de rodapé da New American Bible indicam que esse versículo pode buscar mostrar que Jesus não fazia milagres para ajudar familiares e amigos; em outras palavras, sua resposta à Maria poderia indicar que ele não pretendia demonstrar ter “favoritos”.

 

Em outros comentários, muitos estudiosos têm apontado que essa não foi a única vez em que Jesus chamou Maria de “mulher”. Quando ele estava morrendo na Cruz, ele se refere ao discípulo amado quando diz à Maria: “Mulher, eis aí teu filho” (Jo 19, 26). O fato de a mesma forma de tratamento ser usada tanto no início do ministério público de Jesus quanto no final tem um significado simbólico e ajuda a relacionar dois importantes eventos na vida de Jesus. Como a Conferência Nacional dos Bispos Católicos dos EUA explicam, na carta pastoral “Eis aí tua Mãe: Mulher de Fé”:

“No Evangelho de São João, a Mãe de Jesus aparece em Caná e no Calvário, no início e no fim da vida pública de seu Filho. Em ambas as situações, Jesus a chama de ‘mulher’. Cada cenário representa um momento específico. Em Cana, o momento denota o início do ministério messiânico que ‘ainda não havia chegado’ (Jo 2, 4), mas que começa nesse ‘primeiro de todos os sinais’ que Jesus realizou a pedido de Maria. No Calvário, chegamos ao momento ápice do Evangelho Joanino, quando Jesus ‘será levantado da terra e atrairá todos a si’ (Jo 12, 32). Além disso, é no ‘terceiro dia’ que ocorrem as bodas de Caná, e é no ‘terceiro dia’ que o Mistério Pascal encontra sua plenitude. O que acontece em Caná se consuma no Calvário”.

_______________

Autor: Ginny Kubitz Moyer

FONTE: bustedhalo.com

Traduzido por Tiago Veronesi Giacone – Membro da Rede de Missão do YOUCAT BRASIL, como Voluntário nos Núcleos de Tradução, Formação e também atualmente participante do Grupo de Estudo YOUFAMILY em Brasília – DF.

 

Deixe seu comentário